segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Os alemães em Santa Catarina

A imigração alemã em Santa Catarina, iniciou-se com o apoio do governo Imperial. Os primeiros colonos eram Católicos e chegaram em 1829 indo para colônia São Leopoldo de Alcântara.

Posteriormente foram fundadas Dona Francisca (hoje Joinville), Blumenau e outras.

Em 1829, a Sociedade Colonizadora de Hamburgo adquiriu 8 léguas quadradas de terra, correspondentes ao dote da princesa Dona Francisca, que casa com o príncipe, fundando a colônia Dona Francisca. Apesar das dificuldades do clima, do solo e do relevo, a colônia prosperou, expandindo-se pelos vales e planaltos e dando origem, em 1870, à colônia de São Bento do Sul. O núcleo dessa colônia deu origem à cidade de Joinville.

A colônia de Blumenau (atual Blumenau), no vale do rio Itajaí-Açú, fundada, em 1850, por um particular, Dr. Hermann Blumenau, foi vendida, dez anos após, ao Governo Imperial.

Em 1893, a Sociedade Colonizadora Hanseática fundava o vale do Itajaí do Norte, a colônia de Hamônia (hoje Ibirama).

No vale do Itajaí-Mirim, a partir de 1860, começaram a chegar as primeiras levas de imigrantes, principalmente alemães e italianos, que dinamizaram a colônia de Itajaí, posteriormente denominada Brusque.

Na parte sul da bacia do rio Tijucas, apesar dos insucessos da colônia pioneira de São Pedro de Alcântara, novos intentos colonizadores foram alcançados por alemães, com a criação das colônias de Santa Tereza e Angelina.

2 comentários:

  1. ótimo post, ótimo blog. meus parabéns!
    estou seguindo e sempre que possível visitarei.

    siga-nos
    http://umpoucosobreisso.blogspot.com/

    ResponderExcluir